Translate this Page
ENQUETE
QUAL É A MAIOR LUTA DO CRISTÃO?
CONTRA O MUNDO
CONTRA O DIABO
CONTRA ELE MESMO
Ver Resultados

Rating: 3.0/5 (882 votos)




ONLINE
1




Partilhe esta Página



VISÃO DAS IGREJAS NA OBRA DA RESTAURAÇÃO

ATOS 2:42-47 E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. Em cada alma havia temor; e muitos prodígios e sinais eram feitos por intermédio dos apóstolos. Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum. Vendiam as suas propriedades e bens, distribuindo o produto entre todos, à medida que alguém tinha necessidade. Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos


OS QUATROS EVANGELHOS
OS QUATROS EVANGELHOS

EVANGELHO DE MATEUS

 

Primeiro livro do NT, que relata a vida e as atividades de Jesus, apresentando-o como o MESSIAS. O Evangelho começa com a lista dos antepassados de Jesus, ligando-o assim à história do povo de Deus do AT. Jesus é aquele em quem se cumprem as promessas feitas ao rei Davi e a Abraão, o pai do povo escolhido. Em seguida o autor conta a história de Jesus, citando textos do AT a fim de provar que Jesus é de fato o Messias que Deus enviou {Mt 1.23; 2.5-6,15,17-18,23}, {Mt 4.14; 8.17; 12.17-21; 21.4-5; 22.41-46}. Neste Evangelho os fatos da vida de Jesus aparecem na mesma ordem seguida no de Marcos (v. MARCOS EVANGELHO DE}. Depois de ser batizado no rio Jordão por João Batista, Jesus é tentado no deserto e, em seguida, vai para a Galiléia, onde ensina multidões, cura doentes e expulsa demônios. Mateus dá muita importância aos ensinamentos de Jesus e os junta em cinco grandes discursos:

a) O SERMÃO DO MONTE Mt 5-7

b) as instruções aos 12 apóstolos para a sua missão Mt 10

c) os segredos do Reino do céu Mt 13

d) os ensinamentos a respeito da Igreja Mt 18

Para quem foi escrito: Para toda a humanidade em geral, mas para os judeus em particular. A intenção de dirigir-se primeiramente ao judeu vê-se pelos seguintes fatos

  1. O grande numero de citações do Antigo Testamento – há cerca de 60 dessas. Alguém que prega aos judeus deve provar a sua doutrina pelas Escrituras antigas. Mateus faz dessas citações a verdadeira base do seu Evangelho.
  2. As primeiras palavras do livro “Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão”, sugerem imediatamente ao judeus os dois pactos que contêm promessas do Messias – o davídico e o abraãmico (2 Samuel 7: 8-16; Gênesis 12:1-3)
  3. A ausência geral de explicações dos costumes judaicos demonstra que o evangelista escreveu a um povo familiarizado com esses costumes

 

 

EVANGELHO DE MARCOS

 

Segundo livro do NT, considerado o mais antigo dos Evangelhos. Marcos (V. MARCOS, JOÃO} destaca principalmente a atividade constante e a autoridade de Jesus. Jesus vai de um lugar para outro, anunciando a vinda do REINO DE DEUS, ensinando multidões, fazendo milagres e curando doentes. Para ajudá-lo, ele escolhe 12 homens, os apóstolos. Estes o acompanham por toda parte, aprendem que por meio do evangelho todas as pessoas podem fazer parte do Reino de Deus. Depois os apóstolos saem para anunciar essa mensagem de salvação e para curar pessoas. Em tudo isso Jesus age com autoridade, que lhe vem de Deus. Ele é o FILHO, DO HOMEM, que Deus escolheu e enviou para ser o Salvador Mc 10.45 Portanto, ele tem autoridade para expulsar demônios, curar doentes e perdoar pecados. Este Evangelho começa com o batismo de Jesus {Mc 1.9-11} e termina com a sua ressurreição {Mc 16.1-8}. O trecho final {Mc 16.9-20} não faz parte do texto original grego.

Para quem foi escrito. Os seguintes fatos indicam que este Evangelho é particularmente adaptado aos romanos.

  1. O estilo resumido do Evangelho, a descrição vivas de cenas animadas e movimentadas revelam que é peculiarmente destinado a um povo tão ativo e enérgico como eram os romanos. A característica principal deste livro é a repetição constante das palavras “logo” ou “imediatamente” e “em seguida”, proporcionando a idéia de atividade e prontidão militar. Um escritor disse que o estilo de Marcos se parece com o usado por Julio Cesar na historia de algumas das suas campanhas.
  2. O dinheiro é mencionado em moeda romana.
  3. Emprega-se divisão do tempo dos romanos.
  4. Explicam-se os costumes hebraicos (7:3,4).isto demonstra, pelo menos, que o livro foi escrito para os gentios.
  5. Praticamente não há referências às profecias do Antigo Testamento depois do capitulo1. Os romanos, que não estivessem familiarizados com essas Escrituras, mui provavelmente não as teriam compreendido.

 

 

 

 

EVANGELHO DE LUCAS

 

O terceiro livro do NT, que conta a vida de Jesus e os seus ensinos. Foi escrito por Lucas e dedicado a Teófilo {Lc 1.1-4}. Apresenta Jesus não somente como o MESSIAS, mas também como o Salvador de toda a humanidade. Por isso a lista dos antepassados de Jesus vai até Adão, "filho de Deus" {Lc 3.23-38}. Jesus é o Servo que Deus iria enviar para cuidar dos pobres, dos presos, dos cegos, dos maltratados {Lc 4.17-21}. Assim, Lucas menciona os samaritanos, que eram desprezados pelos judeus, e fala também dos cobradores de impostos, das mulheres, das crianças, das viúvas e das prostitutas. Em geral, Lucas segue a mesma ordem em que os fatos aparecem no Evangelho de Marcos. No entanto, só Lucas narra o nascimento de João Batista e fala do nascimento e da infância de Jesus até os 12 anos {Lc 1.5-2.52}. Encontram-se em Lucas também algumas PARÁBOLAS de Jesus que não aparecem nos outros Evangelhos, como, por exemplo, a do bom samaritano {#Lc 10.25-37}, a do rico insensato {Lc 12.16-21}, a do filho pródigo {Lc 15.1-32} e a do rico e Lázaro {Lc 16.19-31}. E há belas canções e orações de louvor, como as de Maria {Lc 1.46-55}, de Zacarias {Lc 1.67-79} e de Simeão {Lc 2.28-32}.

V. CÂNTICOS DO ADVENTO = A vinda de Cristo na ENCARNAÇÃO.

Para quem foi escrito. O evangelho de Lucas é dirigido aos gregos em particular. O Dr. Gregory afirma ser ele ideal para os gregos por vários motivos.

  1. Pelas qualificações do autor. Acredita-se que Lucas foi um grego de grande instrução, como indica o seu estilo e o fato de ser ele médico.
  2. Pelo arranjo da obra. É este Evangelho a história mais metódica das palavras e das obras de Jesus. A leitura cuidadosa revela passagens escritas por um pensador a um povo filosófico e dado à meditação.
  3. Pelo estilo. O Evangelho de Lucas exerce peculiar atração por sua eloqüência poética. Note os cânticos reproduzidos no primeiro capitulo. Por todo o Evangelho encontramos os discursos de Jesus em contraste direto com o Evangelho de Marcos que acentuou as obras de Jesus em vez de as suas doutrinas.
  4. Pelas suas omissões . partes distintamente judaicas foram omitidas. Pouco ou nada se diz acerca das profecias do Antigo testamento. 

 

 

 

 EVANGELHO DE JOÃO

 

O quarto livro a respeito da vida e dos ensinos de Jesus, provavelmente escrito pelo apóstolo João. Neste Evangelho Jesus é apresentado como a Palavra de Deus, que existiu desde a eternidade com Deus e que se tornou um ser humano, a fim de revelar o amor e a verdade de Deus. O autor diz que o propósito deste Evangelho é fazer com que os leitores creiam que Jesus é o Messias, o Filho de Deus, e que, por meio desta fé, tenham vida {Jo 20.31}. O livro conta vários milagres que Jesus fez. Esses milagres são sinais que mostram quem é Jesus e por que motivo ele veio ao mundo. O livro ainda enfatiza a ligação que existe entre Jesus e os seus seguidores e, assim, destaca os ensinamentos que ele lhes deu e a promessa de que, depois que ele fosse embora, viria o Espírito Santo para ensinar-lhes toda a verdade {Jo 14.16-17,26; 15.26; 16.7-14}.

Para quem foi escrito. Para Igreja em geral. O evangelho de João foi escrito muitos anos depois dos outros Evangelhos.

  1. É evidente, pelos seguintes fatos, que este Evangelho foi, primeiramente, escrito para os cristãos.
  2. O escritor presume que aqueles aquém escreve, estão familiarizados como outros três Evangelhos, porque omite a maioria dos acontecimentos bem conhecidos da vida do nosso Senhor, exceto naturalmente, os que se relacionam com a paixão e a ressurreição,sem os quais, nenhum Evangelho poderia ser completo.

 

Qual (is) a(s) primeira(s) Bíblia(s) completa(s) publicada(s) com a divisão de capítulos e versículos?

 Até boa parte do século XVI, as Bíblias eram publicadas somente com os capítulos. Foi assim, por exemplo, com a Bíblia que Lutero traduziu para o Alemão, por volta de 1530. A primeira Bíblia a ser publicada incluindo integralmente a divisão de capítulos e versículos foi a Bíblia de Genebra, lançada em 1560, na Suíça. Os primeiros editores da Bíblia de Genebra optaram pelos capítulos e versículos vendo nisto grande utilidade para a memorização, localização e comparação de passagens bíblicas. (Hoje, as notas históricas dos estudiosos protestantes de Genebra agregadas a novas notas de estudo podem ser encontradas em um recente lançamento da Sociedade Bíblica do Brasil: a Bíblia de Estudo de Genebra.) Em Português, já a primeira edição do Novo Testamento de João Ferreira de Almeida (1681) foi publicada com a divisão de capítulos e versículos.